fotos tiradas experiências vividas imaginadas tiradas experiências fotos vividas fotos imaginadas experiências tiradas vividas experiências


por mim

.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Pousada El Nagual, em Santo Aleixo

É  uma cozinha, é um patio e o quintal
Mas eu estava inibida pelas pessoas trabalhando, e nem fotografei como deveria

.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Na " casa da flor "

Obra prima da arquitetura espontânea, localizada em São Pedro d'Aldeia, RJ, construida  a partir de 1923, a partir de um sonho, inicio de outros




mais da minha visita, no   bicho-da-mata  e no    re(vi)vendo

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Essa cozinha, mais do que o espaço, lindo, arrumado , funcional, é famosa pelo afeto, pelo carinho com que somos recebidos por seus donos.
Rosa e Xikon, muito agradecida, adorei estar com vocês !



E não tem produção para a fotografia, peguei, como todas, de surpresa. Só peço autorização  e todas  donas sempre dizem, não, preciso arrumar... Me digam, precisa?  Linda !

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ruinas

de uma cozinha  de um mosteiro franciscano do sec XVIII, posteriormente abandonado e depredado, que foi então usada lá  no comecinho do  sec, XX como deposito de dinamite para a construção de um ponte próxima, depósito este que explodiu. Parte do mosteiro foi restaurado e virou museu. Da outra parte ficaram muros, restos do alicerce e tirantes de parede.


.

sábado, 12 de março de 2011

Uma cozinha medieval






e o pátio

Em um Monasterio em Meteora, Grécia

No sítio

um rapaz solteiro aprontou seu castelo na espera da princesa encantada



Há um sítio em Viçosa

de Minas Gerais, onde amigos construiram seus lares. Esta é da primeira casa que foi habitada embora seus moradores digam que não está pronta.
Tres cadeiras de frente para a pia, são tres crianças...o que será que faziam ?



A lavanderia...

Note no pátio, ao fundo, o estacionamento de caminhões

Outra no Mapiá, Amazonas,

que visitei em julho de 2010
Mas esta embora tenha algumas características da região, como a pia colocada da parede para fora, não tem aqueles armários sob a pia, ela não é típica. É de " gente do sul", na verdade, do sudeste.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Este fim de semana, voltei aqui

NO MATUTU


 Aqui, nesta cozinha,a segunda coisa que se nota é a ausência de geladeira. Porque dentro dos princípios do grupo, do qual esta casa faz parte, o mínimo é o máximo.

A primeira coisa que se nota ?  Ora...

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A casa-que-moro

e que já tinha uma cozinha pronta, a mais prática que já tive.

Na cozinha da casa que moro

A abóbora cresceu aqui na casa-que-moro, onde eu ainda preparava compostagem para fazer a horta. E outra está crescendo lá.  A mandioca, banana e limão galego são colheitas da minha casa verdadeira. Outros provenientes do mercado. Ainda.

(benzadeus!)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Não é a dos sonhos mas é um sonho realizado

Da minha casa verdadeira

.

Cozinha Antroposófica



 


Aqui tambem encontramos um fogão a lenha, que é aceso para certos pratos, ou em certos dias. No mais a convivência entre o tradicional e o contemporâneo, como na Cozinha Macrobiótica fazem deste espaço a vitrine dos modos especiais de usufruir a vida. O respeito à natureza, a tendência vegetariana, os cuidados com o destino do lixo, reciclando todo o possível e mantendo no quintal espaços para compostagem tambem são pontos em comum. Aqui, uma bancada de madeira separa a cozinha do espaço de refeições.
No mais protestos moderados (ou não tanto) com a falta de produção para a foto: A Amiga da Cozinha Macrobiótica protestou por coisas que estavam fora do lugar e estavam. A desta cozinha nem teve o direito de áprovação prévia das fotos, apenas a autorização verbal para fotografar. Como em toda  cozinha,  sempre tem algo fora do lugar. Em algumas, como a minha, muita coisa fora do lugar,



Este espaço é a lavanderia, quase em frente a janela da cozinha.
Em um sítio em Viçosa. Um pouco comunidade, talvez ecovila em breve.

Cozinha em Copacabana

Rio de Janeiro. Pertence a um rapaz solteiro que trabalha o dia inteiro e almoça fora. É usada habitualmente por suas irmãs ou sua mãe quando necessitam "estagiar" lá para estudar .
Pátio? Uma área de serviço assemelhada a um corredor. Quintal? Seriam as ruas da região?  Porque este local? Proximidade com o trabalho, é o argumento. Melhor qualidade de vida. Para a vida que escolheu e que tem sido satisfatória.

domingo, 29 de agosto de 2010

Cozinha Macrobiótica


Não se trata de, mais uma vez falar dos princípios desta culinária e seus reconhecidos benefícios. Mas de mostrar fotos de uma cozinha onde o alimento preparado segue os princípios da macrobiótica. A própria criação do espaço, num reforma em uma casa muito antiga em uma vila na serra já se faz usando materiais diferentes como garrafas de vidro, pastilhas de vidro coloridas,  para compor e delimitar junto com as cerãmicas, os espaços e suas funções.

Cozinha linda, acolhedora, em qualquer clima.



O fogão a lenha é um detalhe a mais, funcionando nos dias mais frios como aquecedor para a casa.

Esta casa,que tem a parte dos fundos acessando a íngreme encosta de uma montanha onde se caminha entre fruteiras, árvores e arbustos da mata atlântica, numa trilha bem contruida, mas ao mesmo tempo perigosa, partindo de um primeiro platô onde fica a lavanderia, uma piscina e a horta. Tudo em dimensões necessárias, suficientes. Quase me assusto ao revoar de um Jacu, que pousou e ficou a nos observar, advertindo que aquele cacho de banana que crescia em frente, era seu. Para sua companheira que ficara em algum lugar, em um ninho, talvez.



E a lavanderia

.

INTRODUÇÃO

Desde que cheguei ao Mapiá e intensificado desde que voltei, adquiri um fascínio por cozinhas.

Cozinha nunca em minha vida foi uma área importante ou que transmitisse afeto, amor, como sempre li ou ouvi dizer. Para mim, depois que cresci tornou-se pelo menos o lugar para a prática técnica correta de meios que atendessem a uma das necessidades básicas do ser humano. Por considerar que o afeto é essencial para o desenvolvimento e até para as condições de produção do alimento, este era incluido. Tècnicamente.

De repente, isto. Esta nova paixão. Não pela produção do alimento, ou transformação do produto em sensações ao olfato e visão, paladar e tato; isto é dom e tal dom não me foi concedido. Mas apaixonada por estes espaços, pela estética destes espaços. Onde convivem a técnica e a ciencia, com a magia e o encantamento, o amor verdadeiro pleno manifestando-se em dimensões materiais, tridimensionais, restritas.